Menu Principal


Gosta do que faz, mas não do ambiente de trabalho? Saiba o que fazer! PDF Imprimir E-mail

Por Karla Santana Mamona , InfoMoney

No mercado de trabalho, encontraram-se profissionais que estão satisfeitos com a atividade que exercem, mas não gostam do ambiente da empresa. Nesta situação, é comum surgir a dúvida de deixar a empresa ou permanecer no emprego.

 A consultora de Planejamento de Carreira da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Vanessa Patrocínio, afirma que a situação oposta também ocorre. “O profissional gosta do ambiente da empresa, mas não gosta da atividade que exerce”, diz.

A especialista aconselha que, em ambos os casos, os profissionais analisem seu objetivo de carreira. É importante que as pessoas saibam por qual motivo elas devem ficar na empresa.

“Pode ser para juntar dinheiro e quitar uma casa ou para ter experiência na área. Tudo depende do momento que o profissional está vivendo ou do que ele busca. Às vezes, ele tem de passar por isso. É uma transição na carreira”, afirma.

 

 

 

 

 

 

Tolerância

Outra dica dada por Vanessa é que o profissional tenha tolerância com a situação e procure trabalhar os aspectos que mais o aborrecem.

“Busque desenvolver a paciência e a ansiedade. Muitos profissionais, apesar de não gostarem do ambiente de trabalho, conseguem trabalhar sem que o ambiente o atrapalhe ou o aborreça. Ele se concentra tanto no que faz que se desliga”, esclarece.

Se o ambiente estiver insuportável e o profissional optar por sair da empresa, a consultora aconselha que ele só exponha o motivo real do desligamento se o gestor da área apresentar abertura para tratar do assunto.

“Se o chefe estiver disposto, a saída do profissional pode ser um alerta. Caso contrário, ele não vai conseguir entender. Muitas vezes o problema do clima ruim não é na empresa, ele está concentrado em uma determinada área”, diz.

Busque informações

Para que o profissional não se decepcione com o clima da empresa, é importante que ele procure informações sobre o assunto antes de aceitar a proposta de emprego.

Segundo Vanessa, na internet, é possível encontrar informações sobre o clima organizacional, especialmente nas redes sociais. Outra dica são os fóruns e os blogs dos próprios funcionários.

“Também é possível perceber alguns sinais na entrevista de emprego. O processo é uma via de mão dupla. Avalie a empresa, o gestor e até mesmo o recrutador. Os sinais são muito ricos”, finaliza.

 

Fonte: www.cnj.jus.br