Menu Principal


Novos fluxos de gerenciamento de processos PDF Imprimir E-mail

Os novos fluxogramas de gerenciamento de processos de trabalho desenvolvidos para serem implantados nas Varas Cíveis, Criminais e de Família começam a ser distribuídos nesta terça-feira, 23/11, para os respectivos cartórios. A distribuição privilegiará inicialmente os cartórios das circunscrições das regiões administrativas, e deverá ser concluída nesta quinta-feira, 25/11, pelo Fórum de Brasília.

Os novos fluxos são resultado de um trabalho conjunto entre a Administração Superior do TJDFT e os servidores das Varas, com o apoio dos magistrados, a partir do workshop Metas Prioritárias do Judiciário – Mapeamento dos Processos Judiciais na Primeira Instância. A etapa final do workshop foi a apresentação formal dos fluxos, em evento que contou com a presença do Presidente, do Vice-Presidente e do Corregedor da Justiça, dos magistrados e dos diretores de secretaria do TJDFT, no último dia 8/11.

A orientação da Administração é que os fluxos sejam colados nas serventias em local visível e de fácil acesso dos servidores, para viabilizar as consultas ao material. Os cartórios também irão receber dois exemplares do Manual de Práticas e Rotinas Cartorárias. Este material deve ser avaliado e deverá receber críticas e sugestões visando à construção de um documento único que reúna, dos fluxos às rotinas cartorárias.

O momento é de contribuição de todos, magistrados e servidores, no acompanhamento da implantação dos fluxos de trabalho nas Varas, de forma a garantir o sucesso do projeto.

Construção coletiva

Iniciado no dia 22 de setembro, o workshop realizado pelo Instituto Ministro Luiz Vicente Cernicchiaro visou contribuir para o cumprimento da Meta 5 do Poder Judiciário, que determina a implantação de um método de gerenciamento de rotinas (gestão de processos de trabalho) em pelo menos 50% das unidades judiciárias de 1º grau até o término de 2010. O foco do workshop foi desenvolver um trabalho adequado à realidade do Tribunal, que atendesse às necessidades das Varas a partir da experiência, do conhecimento e da vivência do quadro funcional de excelência do TJDFT.

Para alcançar esse objetivo, 98 diretores de secretaria das Varas Cíveis, Criminais e de Família e alguns magistrados se reuniram em diferentes momentos com servidores da Coordenadoria de Correição e Inspeção Judicial – COCIJU – para analisar os fluxos traçados inicialmente pela Corregedoria e oferecer sugestões que levassem ao aprimoramento e unificação dos mesmos. As reuniões foram pautadas pela parceria dos setores de forma participativa e, no final, foram aproveitadas 40 sugestões. Os novos fluxos serão tema de manual que será distribuído às Varas do TJDFT.

O Presidente, o Vice-Presidente e o Corregedor-Geral do Tribunal, Desembargadores Otávio Augusto Barbosa, Dácio Vieira e Sérgio Bittencourt, prestigiaram o evento de apresentação dos fluxos e elogiaram os responsáveis pelo sucesso dos trabalhos. “Agradeçemos aos servidores e magistrados que acolheram o convite da Administração e, em parceria, uniram seus esforços para desenvolver os fluxos de gerenciamento dos processos de trabalho nas Varas Cíveis, Criminais e de Família”, asseguraram.

O Corregedor ressaltou que foi proposto para os servidores um debate horizontal em que “todos foram ouvidos, desde o mais simples servidor até o magistrado, todos tiveram a oportunidade de opinar e oferecer sugestões para os fluxos”. A expectativa do Corregedor é implantar o modelo de gestão em todas as Varas do DF. Segundo ele, a padronização das rotinas levará a uma melhor atuação dos servidores, e o resultado será sentido na maior produtividade das Varas.

 

Fonte: www.cnj.jus.br