Menu Principal


Desenvolvimento e Cidadania: Prêmio Innovare 2012 é lançado em Brasília PDF Imprimir E-mail

Foi lançada nesta quinta-feira (29/3), no Plenário do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, a nona edição do Prêmio Innovare. Estiveram presentes no evento o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Carlos Ayres Britto; o presidente do STJ, ministro Ari Pargendler; o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; os ministros do STJ Gilson Dipp e Luís Felipe Salomão; a presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Carmen Lúcia; e o advogado criminalista e presidente do Conselho Superior do Innovare, Márcio Thomaz Bastos.

O ministro Ari Pargendler falou sobre os resultados dos prêmios anteriores: "A nossa Justiça é conhecida como uma das melhores do mundo, comparando com países do mesmo grau de desenvolvimento. Em nove anos de atuação do Innovare, já podemos verificar mudanças notáveis. O objetivo principal é tornar a Justiça nacional um modelo moderno, racional e acessível a todos".

Em 2012, serão aceitas iniciativas ligadas aos temas "Desenvolvimento e Cidadania" e, na premiação especial, práticas ligadas à "Justiça e Sustentabilidade", em apoio à Rio+20 — conferência da ONU que reunirá no Rio de Janeiro líderes para discutir meios para diminuir o impacto da humanidade na Terra.

As inscrições no IX Prêmio Innovare podem ser feitas até o dia 31 de maio no site. Este ano, os inscritos concorrerão a R$ 50 mil (exceto na categoria tribunal) em seis categorias: advocacia, juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, tribunal e prêmio especial (que também oferece ao vencedor um intercâmbio para conhecer de perto o sistema judiciário de outros países em parceria com a International Bar Association).

Participam da comissão julgadora, além dos presentes no evento, os ministros do STF Cezar Peluso, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Luiz Fux, e o advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, entre outros. Com informações da Assessoria de Imprensa do Instituto Innovare.

Fonte: Revista Consultor Jurídico, 29 de março de 2012 - em www.conjur.com.br